'Método, Método, que queres de mim? Bem sabes que comi do fruto do inconsciente.' Jules Laforgue

quinta-feira, 9 de julho de 2009

não acordes os meus sonhos
eu não me demoro
há nos meus sonhos um poema estival
como um sol
as minhas sensações são almas sóbrias

os meus olhos
o limbo de todos os crepúsculos.

marigomes

2 comentários:

  1. Um grande abraço por esta foto maravilhosa, Maria!
    saudades, muitas. Beijos.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes

A invenção do amor - Daniel Filipe

Seguidores